Detecte erros e obtenha feedback mais cedo da sua equipe de desenvolvimento através de Continuous Integration

Continuous Integration

Desenvolvedores de Software frequentemente trabalham de forma isolada, e, em alguns casos demoram semanas para integrar suas alterações com o código base compartilhado pela equipe, o que gera conflitos de merge, erros difíceis de corrigir, esforços duplicados etc. Dentro da implementação DevOps, Continuous Integration surgiu como uma boa prática de desenvolvimento para evitar estes problemas e requer que o código dos desenvolvedores seja mesclado à versão compartilhada pela equipe de desenvolvimento de forma contínua. O principal objetivo da Integração contínua é integrar e testar o Sistema a cada mudança para minimizar o tempo entre a inserção de um defeito e a correção do mesmo reduzindo os prazos de desenvolvimento e reduzindo o custo de retrabalho e testes.

A PrimeUp implementa dentro da cultura DevOps uma esteira de desenvolvimento contínua, automatizada e consistente abrangendo desde a conceituação dos processos de Gestão de Configuração (Configuration Management) e Gestão de Releases (Release Management) com ferramentas poderosas assegurando que:

  • Mudanças sejam entregues e aceitas pelos membros da equipe de desenvolvimento durante o dia de desenvolvimento garantindo que qualquer débito técnico resultante das mudanças seja resolvido assim que esta ocorrer.
  • Os desenvolvedores entreguem suas mudanças, realizando builds e testes unitários antes de disponibilizarem suas mudanças para o restante da equipe. Isto permite a identificação de problemas de integração mais cedo de forma que possam ser corrigidos enquanto a mudança ainda está “fresca” na cabeça do desenvolvedor.
  • Conjuntos de mudanças de todos os desenvolvedores sejam integradas ao workspace da equipe, e então construídos e testados unitariamente frequentemente (diariamente, ou sempre que uma mudança seja disponibilizada). Desta forma, mudanças de um desenvolvedor que são introduzidas ao time tenham um nível mínimo de validação, e que as mudanças sejam feitas para uma configuração boa e testada antes de um novo código ser disponibilizado.

E mais:

Implemente a cultura DevOps e antecipe a detecção de erros e tenha feedback mais cedo no ciclo de vida.

Reduza o número de mudanças paralelas que precisam ser mescladas e testadas e a quantidade de erros encontrados durante os testes de sistema.

Automatize testes unitários reduzindo os tempos de validação das entregas.

Reduza o risco técnico e de desenvolvimento, assim como os custos.

Melhore a colaboração entre os membros da equipe.

Como Implementar Continuous Integration e DevOps? Somos especialistas.

TOP